Em Nome da Associação de Mulheres com Patologia Mamária

(Texto não lido da presidente da Associação de Mulheres com Patologia Mamária na sede do Clube União Banheirense)

Gostaria, antes de mais, de agradecer a presença da Senhora Vereadora Dr.ª Vivina Nunes, em representação do Presidente da Câmara Municipal da Moita, Dr. João Lobo, e da Senhora, Membro da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira.

Encontramo-nos aqui, na sede do Clube União Banheirense, com o qual temos a honra de colaborar, na organização de mais uma iniciativa em que o esclarecimento se transforma em arma para salvar vidas humanas.

Gostaria ainda de agradecer o inestimável contributo das Senhoras Dr.ªs Lurdes Ramalho e Paulina Chitonho, Médicas, e Enfermeiras Célia Faria e Maria João Campante que hoje, voluntariamente, se disponibilizaram para, num dia de descanso pessoal, virem aqui para connosco continuarem a luta que diariamente travam pela vida dos seus pacientes. Para elas o nosso especial agradecimento.

A Associação de Mulheres com Patologia Mamária nasceu há doze anos com o encontro de seis mulheres. Em salas de espera de hospitais, de radioterapia e quimioterapia, partilhávamos medos e esperanças.

No meio da angústia, da dor e da solidão que sente quem luta contra o cancro, tornou-se claro que falar com alguém que passou pelo mesmo percurso nos ajudava. Depois todas nós nos apercebemos de que apoiar alguém que começava a passar por aquilo que nós próprias já tínhamos vivido nos ajudava a relativizar e a superar os nossos próprios problemas.

Éramos seis mulheres mas contámos desde o início com o apoio de médicos, técnicos de saúde, os nossos familiares e amigos.

Quando se luta pela própria vida tudo muda:

  • O modo como vemos o mundo
  • A importância das coisas
  • A importância dos familiares e amigos
  • As prioridades

Embarcámos então numa aventura que nos uniu e que depois de doze anos de actividade e de trabalho voluntário na comunidade fez com que de seis mulheres surgisse uma Associação que hoje conta com mais de quinhentos associados.

O nosso lema “Porque existe amanhã” resume o sentimento face ao papel na nossa Associação e também das nossa vidas.

O cancro não é o fim da estrada; pode e deve ser um começo de uma nova vida, “porque existe amanhã”.

Muito obrigada.

Elisabete Pessanha

(Baixa da Banheira, 22 de Outubro de 2011)

One Response to "Em Nome da Associação de Mulheres com Patologia Mamária"

  1. Manuela Fonseca  10/25/2011 at 18:50

    Obrigada, Elisabete.
    Obrigada a todas e todos os que transformaram um sonho em realidade.
    Bem hajam!

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.